Pesquisar este blog

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Isso sim é o marco zero da Bossa Nova...

Realmente a internet é fantástica, e eu que achei em 1994 quando eu descobri a internet que ela não servia para nada. Bom eu posso ser até um pouco teimoso com as minhas idéias, mais burro eu não sou. Bom, porque estou falando isso? Pois graças a internet hoje temos acesso a essa raridade, a primeira gravação de João Gilberto antes do antológico disco que lançou a bossa nova o LP “Chega de Saudade”. Esse disco, não disco “Registro na Casa de Chico Pereira” é uma fita demo do pai da bossa nova, que foi gravado em 1958 num tipo de sarau na casa de um amigo,o Chico Pinheiro que era fotógrafo das capas dos discos da Elenco.

Além das canções em si, em clima informal, podemos ouvir o Chico Pereira comentando entre as faixas, às vezes acompanhando com batuques, ouve-se também um cachorro ao fundo de algumas músicas, outras são atravessadas por risos e som de copos batendo na mesa.

Essa preciosidade foi parar na grande rede, através do Blog Toque Musical, onde o autor do blog conta que recebeu essa gravação de um amigo, Christophe Rousseau que é engenheiro de som e durante um bom tempo passou trabalhando na restauração desse áudio. O resultado ficou formidável, pois a gravação além de ser caseira e muito antiga.

No indispensável Livro “Chega de Saudade”, Ruy Castro conta mais:

Uma das pessoas que João conhecera com Roberto Menescal e Carlinhos Lyra fora o fotógrafo da Odeon, Chico Pereira. Pela quantidade de hobbies a que Chico dispensava total dediacação: som, jazz, aviação, pesca submarina, era difícil imaginar como lhe sobrava tempo para fazer um único clique como fotógrafo. Mesmo assim, Pereira conseguia dar conta das fotos de todas as capas da Odeon. Menescal era seu companheiro de pesca e os dois eram também irmãos em Dave Brubeck.

Quando João Gilberto cantou pela primeira vez em seu apartamento, na rua Fernando Mendes, levado por Menescal, Chico experimentou a mesma sensação que tivera ao conhecer o fundo do mar. Com a vantagem de que a voz e o violão de João Gilberto podiam ser capturados. Não perdeu tempo: assestou um microfone, alimentou seu gravador Grundig com um rolo virgem e deixou-o rodar. Foi a primeira das muitas fitas que gravaria com João Gilberto em sua casa.

Antes mesmo que o 78 de "Chega de Saudade" invadisse as rádios - antes mesmo de ter saído o disco -, fitas domésticas de rolo, contendo a voz e o violão de João Gilberto já circulavam pela Zona Sul. Circulavam é força de expressão. Poucos possuíam gravadores naqueles tempos pré-cassete, o que limitava a audiência de uma fita aos amigos do dono do gravador. Uma dessas fitas tinha sido gravada pelo fotógrafo Chico Pereira, felizmente um homem cheio de amigos; outra, pelo cantor Luís Cláudio. Em quase todas João Gilberto cantava "Bim Bom", "Hô-ba-la-lá", "Aos pés da cruz", "Chega de Saudade" e coisas que nunca gravaria em disco, como "Louco", de Henrique de Almeida e Wilson Batista, e "Barquinho de Papel", de Carlinhos Lyra.

Segue a lista das faixas:

Um abraço no Bonfá
Chega de saudade
Bim bom
Ho ba la la
É luxo só
Desafinado
Saudade fez um samba
Esse seu olhar
A felicidade
Preconceito
Caminhos cruzados
Mágoa
Lobo mau
Brigas nunca mais
Louco
Trevo de quatro folhas
O pato
Aos pés da cruz
Rosa morena
João valentão
Chão de estrelas
Nos braços de Isabel
Lá vem a baiana
Doralice
Você não sabe amar
Beija-me




Para baixar o arquivo clique aqui


Um comentário:

Luís Venceslau disse...

O link já foi deletado. =/